Centro de referência Virtual do Professor - http://crv.educacao.mg.gov.br

 

Orienta��es Pedag�gicas

Arte - Fundamental - 6� a 9�


Análise e crítica de obras de dança produzidas em Minas Gerais

CRIADO EM: 17/10/2006
MODIFICADO EM: 17/10/2006

Eixo Temático II:
Conhecimento e Expressão em Dança
Tema III:
Percepção gestual/corporal e sensibilidade estética
Sub-tema:
Análise de produções de dança contemporânea
Tópico III:
Análise e crítica de obras de dança produzidas em Minas Gerais
Habilidades:

1 - Estabelecer relações entre dança, sua contextualização, pensamento artístico e identidade cultural
2 - Identificar as características das obras de dança produzidas em Minas Gerais


Baixe o módulo original em PDF

Porque ensinar

No quadro nacional da produção de dança, Minas Gerais ocupa um lugar de grande destaque seja em solos ou em grupos reconhecidos nacional e internacionalmente.

Ao se tomar conhecimento de tão significativa produção, amplia-se a consciência sobre o produto artístico na área de dança, possibilitando também a potenciais dançarinos o conhecimento de suas futuras possibilidades profissionais no mercado local.

Como o corpo tem a possibilidade de expressar em suas danças o mundo que nos cerca, ao entrar em contato com as produções de dança estimula-se a reflexão sobre a nossa própria atuação/alienação na sociedade na qual estamos inseridos.

Condições para ensinar

É necessário disponibilizar o acesso à produção de dança seja por meio de assistência a espetáculos, ou por meio de vídeos; DVD’s; sites da internet relacionados; visitas aos locais de ensaios dos artistas (as escolas da grande BH têm a possibilidade de realizar visitas guiadas à Fundação Clóvis Salgado bem como acessar sua videoteca de dança); acesso a escolas de dança filiadas à UNIDANÇA no interior do estado; acesso às informações do Centro de Referência Virtual do Professor; contatos diretos com grupos e artistas; contato via endereços eletrônicos organizados pelas respectivas Câmaras Setoriais do Estado.

A existência de um acervo de imagens de dança (vídeos, DVD’s, fotografias) nas próprias escolas.

O quê ensinar

A) História da dança

· Introdução à historia da dança em Minas Gerais, tanto as de porte acadêmico como tradicionais
· Fases, movimentos e estilos relacionados aos momentos históricos
· Intercâmbio e integração com a comunidade local

B) Produção de espetáculos de dança:

· Grupos de dança (suas produções artísticas, metodologias de trabalho, respectivos estilos, espetáculos marcantes)
· Organização dos grupos de dança
· Manutenção dos grupos de dança
· Grau de profissionalismo do trabalho

C) Formação de grupos e artistas integrantes

· Formação técnica dos artistas integrantes (coreógrafos, professores e escolas de dança de Minas Gerais)
· Processos de trabalho dos respectivos grupos
· Rotina de trabalho do artista
· Transmissão de seu conhecimento e prática

Como ensinar

Utilizar textos publicados pelos grupos/artistas de dança e estudiosos ou críticos como por exemplo:

· Material de divulgação em geral
· Matérias de jornal
· Folder (programas distribuídos no momento das apresentações)
· Críticas relativas ao espetáculo
· Livros
· Artigos e ensaios

Utilizar imagens registradas em:

· Vídeos
· DVD’s
· Fotografias

Entrar em contato com artistas e/ou grupos de dança bem como assistir aos espetáculos de dança em questão.

Estudar teoria a partir das publicações existentes sobre a história da dança em Minas Gerais.

Estimular os debates e trabalhos em grupo levando os alunos a desenvolverem o pensamento crítico.

Como avaliar

A avaliação pode ser realizada em sala de aula pela observação do professor em relação ao posicionamento crítico do aluno acerca da obra de arte em questão. Valorizar preferencialmente as considerações próprias resultantes do processo de aquisição do conhecimento.

Organizar grupos de discussão com perguntas previamente elaboradas pelo professor responsável ou a partir de parâmetros definidos pelos próprios alunos.

Avaliação a partir do posicionamento critico do aluno em relação ao seguinte roteiro de análise:

1- Ficha técnicas da obra em questão

· nome da obra
· nome do coreógrafo
· roteiro da obra
· nome do iluminador
· nome do figurinista
· trilha do compositor ou responsável pela trilha sonora
· nome do cenógrafo
· nome do maquiador
· nome do aderecista
· confecção de figurinos
· confecção de acessórios
· nome do produtor
· nome do diretor
· nome do fotografo
· nome do assessor de imprensa

2- Utilização do espaço

3- Utilização da música

4- Identificar o estilo da coreografia (médio)

5- Identificar os tipos de movimentos (médio)

6- A combinação desses elementos num todo coerente

Na avaliação dos alunos o professor deve estar atento ao fato de que não se deve considerar como “certas” ou “erradas” as avaliações críticas dos alunos e também ter cautela ao esclarecer o porquê e o para quê do exercício crítico, evitando sempre expressar opiniões pessoais de gosto ou desrespeito, mas sim expor suas opiniões fundamentadas em critérios sobre o que se pretende criticar.

É importante que o professor considere que as opiniões dos alunos estarão balizadas pelas respectivas heranças culturais de cada um.

As avaliações dissertativas ou mesmo sob a forma de argüições, também podem ser realizadas, considerando-se os aspectos levantados para a elaboração das análises.


Orientação Pedagógica: Análise e Crítica de obras de dança produzidas em Minas Gerais
Currículo Básico Comum - Arte - Ensino Fundamental
Autor(a): Mônica Medeiros Ribeiro
Centro de Referência Virtual do Professor - SEE-MG/2005